Segurança na viagem | O que é bom saber?

Vamos falar sobre viajar com segurança e atenção? Queria dividir um pouco das minhas impressões relacionadas ao assunto e também dar alguns exemplos.

Antes da minha viagem à Itália fui ao banco que utilizo aqui no Brasil pedir informações sobre transferência de dinheiro e decidir qual seria a melhor opção a utilizar. O atendente me sugeriu algo e eu disse que achava um pouco perigoso por eu ter que sacar várias vezes o dinheiro e “andar” com ele enquanto transitava por toda Itália. Pronto, foi o suficiente pra ele largar um ALTO e claro: “Mas minha filha, você vai estar na Europa!!!”

Respirei e disse educadamente que apesar de estar na Europa não quer dizer que eu não deva me cuidar ao portar muito dinheiro na carteira. Sinto que essa é uma cultura que temos muito forte aqui no Brasil. O resultado são vários relatos de conhecidos que tiveram por exemplo a carteira ou o celular furtados sem perceber.

Entendam que de forma alguma eu quero criar medo ou dizer que a segurança na Itália é parecida com a que temos aqui no nosso país. Com toda certeza não. Mas parece que o turista chega aos países Europeus e esquece que existem espertinhos prontos para se aproveitar do descuido alheio. Metrô, ônibus e estações de trem são campeãs de relatos de roubo de carteira à turista. Além é claro das grandes aglomerações que podem acontecer em qualquer lugar.

30886680891_ee33049a17_o
Fontana di Trevi, um dos lugares que mais aglomera turistas. O cuidado deve ser redobrado! ::ErWin (Flickr)

Esses dias li o relato de uma senhora que estava na fila para comprar o bilhete numa estação de trem, tinham várias pessoas em sua volta, movimentação alta e, do nada, ela levou um empurrão que a fez cair. Bom, ela levantou, se recompôs e quando chegou a hora de retirar a carteira da bolsa para comprar o bilhete, cadê carteira? Na hora do empurrão o ladrão levou e ela nem notou… Apesar do intenso policiamento nas estações isso é extremamente comum.

Meus pais sempre me ensinaram aquela expressão popular “se bobeou, dançou”, ou seja, a oportunidade/facilidade faz com que o ladrão atue. Eu sempre achei um absurdo ter que ficar me cuidando por causa da falta de honestidade de outra pessoa. Mas infelizmente o mundo está assim… Se você deixar a carteira no bolso do casaco à mostra, no bolso da calça jeans, não fechar a bolsa ou deixar a mochila meio aberta e não junta ao corpo, por exemplo, você será um alvo fácil. Principalmente em grandes aglomerações, como falei anteriormente, onde a sua atenção estará toda para a beleza do monumento e não no que está acontecendo a sua volta.

Eu sei que todo mundo aqui tá careca de saber que temos que tomar cuidado, mas volto a dizer que conheço pessoas viajadíssimas que foram furtadas por descuido. Não se iluda achando que vai a Itália e não terá perigo. O perigo está em todo lugar, enquanto tivermos que contar com a honestidade das pessoas é melhor ficar atento.

Imagem destacada Stefano Lovato (Flickr).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s