Espoleto + Norcia | Um sábado especial!

IT-18 1142
Emoldurada pelo verde, a vista da Rocca Albornaziana em Spoleto.

No que prometia ser um belo sábado de sol, eu e um amigo querido resolvemos pegar o trem cedinho da manhã (5:30 saímos de casa rumo à estação hehe) para conhecer Spoleto pela manhã e Norcia pela tarde. Não tínhamos muita noção do que iríamos encontrar, mas foi uma grata surpresa! São duas cidades cheias de história, belas paisagens e gente simpática. Principalmente Norcia! Talvez quem acompanhe mais as notícias da Itália vai lembrar que dois anos atrás (outubro de 2016), a cidade sofreu um forte terremoto tendo o centro histórico bastante danificado. E mesmo após esse episódio, sem muita ajuda governamental para a reestruturação (as obras estão paralisadas/abandonadas), está tentando bravamente se reerguer! A esperança é atrair de novo os muitos turistas que visitavam a região para caçar trufas negras e conhecer o famoso prosciutto crudo di Norcia.

IT-18 1187
O Parco dei Monti Sibillini fica dentro de Norcia, é um dos mais lindos e visitados da Itália. A natureza que circunda a cidade é fantástica.

Agora falando sobre a estrutura da viagem, tínhamos como base Perugia, então a melhor opção era pegar um trem até Spoleto. A viagem mais barata custa 5,25 euros (depende do horário) e demora cerca de uma hora. De Spoleto até Norcia a melhor opção é o ônibus, que pode ser pego em frente a estação de trem. Sempre gosto de lembrar que você paga menos no bilhete se comprar na lancheria da estação de trem ou em alguma tabacchi do que se deixar para comprar dentro do ônibus. As vezes custa até o dobro.

IT-18 1135
Spoleto começando a receber a primeira luz da manhã na Piazza Garibaldi.
IT-18 1136
Entrada da rua mais movimentada da cidade: Corso Giuseppe Garibaldi. Nos finais de semana, ao cair da tarde, a rua é tomada por todos! Vira um ponto de encontro super animado.

Quando você desembarca na estação de trem de Spoleto não sairá já no centro histórico, terá que fazer uma pequena caminhada direção ao centro. É um passeio bem tranquilo (praticamente em linha reta), que demora menos de dez minutos. Ao chegar nessa entrada do centro histórico (Piazza Garibaldi), demos a volta e fomos em direção à Rocca Albornoziana. Como grande parte das cidades da Umbria, os pontos turísticos estão no topo de uma colina, o que incentiva a administração pública a criar meios acessíveis para todos poderem visitar. “Ecco” abaixo as escadas rolantes até a Rocca. Eu realmente acho isso incrível e justo, sempre encontramos elevadores, escadas rolantes etc. O pensamento da mobilidade urbana é muito bom.

IT-18 1137
Na Via Cacciatori, quase chegando as escadas rolantes (com teto preto) que dão acesso à Rocca Albornoziana em Spoleto. Normalmente eles chamam esses tipos de caminhos de “Percorso Meccanizzato”.
IT-18 1139
A paisagem é emocionante, senti uma calma e paz! Era como se a cidade estivesse acordando sábado pela manhã.

A vista mais alta da cidade é essa da Rocca Albornoziana, mas o que seria uma Rocca? Rocca é uma fortaleza. A Rocca de Spoleto foi construída por volta de 1300 a mando do Papa da época, buscando proteção e maior representação do poder da igreja. A partir de 2007, depois de anos de restauro, a Rocca se tornou sede do Museo Nazionale del Ducato di Spoleto.

IT-18 1147
O mirante.
IT-18 1146
São uns três andarem de subida com vista. Aqui já era o topo.
IT-18 1141
Andando um pouco mais já se pode ver um pedacinho do Duomo.
IT-18 1151
A saída de um do elevadores. O andar de cima fica o mirante e a Rocca.
IT-18 1133
Um caminhada matinal com a vista do topo de Spoleto, nada mal né? Rs
IT-18 1149
Descendo em direção ao centro histórico, já é possível ver uma parte da fachada da catedral. Se você não quiser usar o Google Maps é possível só ir seguindo as plaquinhas. A cidade é pequena e bem sinalizada.
IT-18 1160
Saímos na Piazza del Mercato, uma das mais conhecidas da cidade.
IT-18 1156
A famosa fonte do relógio, queria tanto ver ao vivo! É estupenda! Em 2015 fizeram a restauração do relógio. E a fonte começou sua história lá por 1400… Pouco antiga! rs
IT-18 1155
Um prédio com detalhes mais lindos que o outro.
IT-18 1153
Mais de pertinho. Acho tão incrível preservar a história…
IT-18 1157
Alguns afrescos danificados com o tempo, mas ainda assim presentes.
IT-18 1162
Voltando as ruazinhas achamos placas com a indicação do Duomo.
IT-18 1163
Antes uma pausa para ver as belíssimas cerâmicas pela vitrine. Ainda estava tuuudo fechado na cidade haha.
IT-18 1164
Parecem ser de fabricação artesanal.

Sobre a Cattedrale di Santa Maria Assunta (Duomo de Spoleto), ela começou a ser construída em torno de 1100 e sua formação se arrastou até finais de 1400, com finalização de afrescos e obras artísticas. Era o que eu estava mais ansiosa para ver, pois por fotos é um ângulo fantástico quando se chega na praça. E realmente é! Estávamos andando pela rua quando viramos para o lado e desembocava nas escadarias da praça do Duomo. Fiquei uns bons minutos só observando…

IT-18 1168
Fantástica! É um exemplo de arquitetura romântica da época. Os afrescos dentro da catedral são de Filippo Lippi e Pinturicchio, realmente belos.

Dentro da catedral você encontra o único manuscrito original redigido por São Francisco de Assis para o Frei Leão, protegido por uma urna. Não tirei foto nem dos afrescos, nem do manuscrito, mas fica aqui a dica para caso você for visitar.

IT-18 1171
Você chegará na Piazza del Duomo no topo dessas escadarias. Era um sábado muito tranquilo, só tinha um senhorzinho passeando com seu cachorro.

Não tivemos tempo de visitar todos pontos turísticos interessantes pois tínhamos que pegar o ônibus para Norcia no final da manhã, então fica a dica do que mais ser conhecido: Ponte delle Torri, um aqueduto do século 13 que tem 230 metros de comprimento e 80 metros de altura, nós vimos ele de longe quando estávamos passeando em volta da Rocca. O acesso pode ser feito pela Rocca, mas estava fechado. Acabei só observando e não fiz fotos. Mas é realmente maravilhoso! Tem também o Teatro Romano do século I d.C., um semicírculo com 70 metros de diâmetro, hoje utilizado no verão e na primavera para shows e apresentações. E outra sugestão do que ver é o Arco di Druso, ele é de 23 d. C., ou seja, quase 2000 anos de história na sua frente. Ah, e se você gosta de ver como a vida acontecia antigamente (século I d.C.), tem a Casa Romana di Vespaia Polla, uma habitação romana preservada, com seus “quartos” e ambientes. Acredito que essas são boas sugestões do que ver na cidade.

1
Aqui já descendo do ônibus em Norcia.

Um dos motivos de querer conhecer Norcia era pela vontade de conectar com a natureza, poder fazer alguma trilha e sentir aquele ar puro que só os lugares mais cercados pela natura podem proporcionar! Norcia está dentro do Parque dos Montes Sibillinis, uma área que toma tanto a região da Umbria, quanto a região Marche.

Saímos do ônibus, pedimos informação sobre as trilhas para nos programar para a tarde e fomos caminhando pela pequena cidade, conhecendo os negócios locais… Tinha uma feirinha com produtos típicos bem bacana, muito prosciutto crudo e trufas negras. Também bastante chocolate artesanal.

2 lojinhas
“A me non piace il cioccolato” diz o Pinóquio em vários idiomas, rs.

Indo em direção à Piazza San Benedetto, onde está o Duomo da cidade. Se chama Basilica di San Benedetto. Infelizmente tudo muito danificado pelo terremoto.

3 praça
As contenções na torre.
ess
Apesar de tudo, um lindo prédio histórico.
essaa
Infelizmente a realidade da Basílica é essa, espero que termine a reestruturação logo.
IT-18 1181
A praça tem forma de um círculo.
IT-18 1182
Meu amigo me explicou que assim, se pode escutar o que está sendo falado no centro também nas bordas. Como se o som percorresse de forma fácil ou com eco.
essa
Brancaleone da Norcia, o senhor dono dessa lojinha é muuuito simpático. Compramos dois tipos de queijos maravilhosos. Recomendo demais!
IT-18 1186
Piazzetta del Teatro.
es
O Teatro Civico também um pouco danificado.

Almoçamos na Osteria Sienti’n Può, recomendo muito! Depois fomos fazer a trilha, seguem algumas paisagens do início do caminho…

IT-18 1188

IT-18 1191

IT-18 1189

Como teríamos que voltar para Spoleto para pegar o trem, resolvemos dar uma passeada na cidade aproveitando o cair da noite. O trem para Perugia ia demorar cerca de uma hora, então aproveitamos para circular e buscar um bom “bicchieri di vino”. A cidade estava cheia, tinha ganhado vida! Muitos casais, jovens, grupos de amigos etc. Todos aproveitando o final do sábado.

Esse local, de cara, já chamou atenção pela placa super bem humorada e pela boa música que tocava. Entramos e não nos arrependemos, recomendo de olhos fechados! O dono era super simpático, nos deu vários tipos de provas de vinho para escolher, além de uns petiscos sem cobrar nada haha, enfim, um amor. A conversa foi ótima, saímos com vontade de voltar.

IT-18 1209
Morri de rir!
IT-18 1210
Degustibus é o nome do local.
IT-18 1208
“Quando eu li que o vinho faz mal… Parei de ler!!” Tá certo haha!

Enfim, esse foi meu sábado especial conhecendo duas belas cidades da Umbria. Espero que as informações e noção das cidades sejam úteis. Qualquer dúvida me deixem nos comentários.

Beijoca!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s